Outro Castelo #62: Locadoras de Games

OH SIM! Sejam bem vindos as terras longínquas de um Outro Castelo. Hoje, Mateus “Six e Rodrigo Lanzonet convidam Fábio Santana para bater um papo sobre LOCADORAS DE GAMES!

Desde o surgimento em massa das incríveis locadoras de games até seu fim, conheça histórias de como esse mercado emergiu nos anos 90 e segue firme em algumas localidades até os dias atuais. Conheça a locadora da família Santana e os primeiros passos que levaram Fábio a carreira que o mesmo possui hoje. O que a revista Gamers e a Pro Games tem em comum? Quem foi que saiu chorando da locadora por ter seu “save” roubado? E descubra quem alugou Super Metroid “sem querer” e sem saber que ele se tornaria um clássico da história dos games.

E NOS E-MAILS: Grêmio, edições de podcast, Zelda e leitura de comentários
DURAÇÃO TOTAL: 1:30:00

LINKS COMENTADOS:

NOS AJUDE ATRAVÉS DO: PATREON | PADRIM

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS:

Deixe seu recado na postagem ou nos envie seu feedback diretamente por e-mail através do nosso FORMULÁRIO ou pelo TWITTER.

ASSINE OS FEEDS PARA TODOS OS PODCASTS:

FEED RSS 2FEED ITUNES 2

 

 

 

 

 

Sobre o Autor

Posts Relacionados

  • Natália

    Fabãão! Eu era muito fã dele e não sabia que ele tinha uma locadora com a família.

    Na minha época, meninas em locadoras era algo meio absurdo, era “coisa de garoto” como diziam. Hoje em dia, vejo garotas mais novas e crianças frequentando esses ambientes, pois na minha cidade também temos uma locadora, onde ainda vejo bastante movimento de aluguel de filmes e do pessoal sentando lá pra jogar. As tv’s são todas de LED e o ambiente é super modernizado!

    • Joka

      Na minha época eu jogava com uma amiga quase sempre no Mega Drive, uhauhauha nos encontrávamos na locadora e alugávamos os jogos juntos pra jogar na casa dela, porque eu só tinha Master System. Acho que tínhamos uns 12 anos de idade. E ngm pensava nada sobre a gente sair junto, pois éramos colegas de classe…outros tempos, hoje em dia a pirralhada tá toda saindo em festas com essa idade

  • Joka

    Chapas, que podcast INCRÍVEL! Sempre assinei revistas, mas não sabia que o Fábio era da Gamers, a melhor revista de games com certeza! Espero que chamem mais ele para participar e comentar sobre isso também, essa pincelada de assunto do podcast me deixou com muita vontade de saber mais histórias de redação.

    E adicionando a pauta, gostaria de comentar com vocês que aqui em SP existe uma central de Realidade Virtual, onde as pessoas poderão pagar por uma hora e jogar HTC VIVE ou Playstation VR. Seria essa uma nova espécie de locadora? Segue o link da loja:
    http://vrgamer.com.br/

    Continuem com o podcast que está só melhorando. E desculpa o sumiço xD

  • FERFO

    FABÃO É INCRÍVEL <3

  • João Marcos Silva

    Sensacional o cast

  • gordinho do baixaki

    XEGAY !

    OOOOLHA QUEM TÁ AÍ RAPAAAIZZ…..Lembro bem daquela salinha da redação da EGM hein…no 1º andar da Conrad lá no Cambuci

  • Darley Santos

    Cast muito revelador, diria… Conheci a figura do Fábio não faz muito tempo, ele já era PR da Capcom Brasil. Gostei muito de saber mais de sua história, agora consigo enxergá-lo melhor no contexto da indústria nacional de games. Pro Games… Eu não cheguei a conhecer a revista Gamers, pelo menos não da mesma forma que conheci a Super GamePower, Ação Games e Nintendo World. Percebe-se que o Fábio teve acesso privilegiado a certas coisas e da mesma forma uma vivência gamer invejável – tem bastante história para contar, possui um bom capital humano. Nossa, meu tempo de locadoras de games… fui em todas, do tipo família ao tipo “boca de fumo”. Realmente, a pirataria desbancou muito negócio por aí, mas, neh…